sábado, abril 1

A Política ambígua da CML para a R. Ramalho Ortigão

Pode ler-se, no Forum Cidadania:


Por um lado a CML faz questão de "gritar" para a comunicação social que está empenhada em trazer a população de volta para o centro da cidade, revitalizando e humanizando o centro urbano, mas por outro continua a insistir em sulcar os bairros de Lisboa com autênticas vias-rápidas, como é o que acontece com a Rua Ramalho Ortigão, no Bairro Azul.

Como se isso não bastasse, reabriu o Viaduto sem os arranjos necessários e reduziu os passeios a 80 cm . Isto apesar das propostas dos moradores para reduzir as duas faixas actuais para uma única com lombas permitindo o alargamento dos passeios e plantação de árvores, e dos inúmeros atropelos diários ao Código da Estrada, sendo a passadeira existente completamente opcional para quem acelera.

E não contente com isso a CML pretende agora encerrar a Garagem Glória , estabelecimento que, bem (do ponto de vista logístico) ou mal (do ponto de vista ambiental), serve o Bairro Azul há mais de 70 anos e faz parte da rede de comércio de proximidade que existe neste bairro de Lisboa.

A tentativa da CML fechar a Garagem Glória prende-se com a intenção em abrir uma 3ª faixa de rodagem na Avenida António Augusto Aguiar (sentido Praça de Espanha-Fontes Pereira de Mello no troço entre a Rua Ramalho Ortigão e Rua Marquês da Fronteira) , aumentando ainda mais a apetência dos condutores pela "via rápida" Ramalho Ortigão, desconsiderando peões e moradores , e contrariando a vontade dos moradores, em verem reduzidas as faixas de rodagem na Rua Ramalho Ortigão, expressa em abaixo-assinado.


Ana Santos e Ricardo Messias/ Obrigado Forum Cidadania

2 comentários:

joaocoutolopes disse...

Caros Amigos,parabens pelo Blogg.
Sou do Porto, mas vivo na Cidade vizinha (Maia), e luto para que a Camara da Maia respeite as Pessoas com mubilidade condicionada, em especial os deficientes em cadeira de rodas,é o meu caso,a Camara não tem respeitado a largura dos passeios por isso tenho o caso entregue a um Jurista para que faça a camara cumprir a Lei,das assecibilidades,passeios, rampas, e todas as barreiras arquitectonicas,
se os passeios na tua Cidade são recentes, e foram redusidos para 80cm. faz valer a tua voz,porque é um direito que tens, como cidadão,porque o Decreto Lei 123/97 de 22 de Maio, obriga que os passeios sejam de 1,20cm. Livres de qualquer obstaculo,o não cumprimento dá direito a multa, e perda de mandato,para quem exercer cargos publicos.
um abraço do Porto.

Anónimo disse...

Concordo totalmente com a vossa indignação. Apesar de não morar no Bairro Azul, sou cliente desta zona maravilhosa e da garagem Glória há muitos anos. É uma vergonha o que a camara anda a fazer com Lisboa, e diria mesmo o que anda o governo a fazer comm as cidades de Portugal. Adoro comércio de rua, as pessoas a passear na rua, a beleza da vida citadina na RUA! Tou farta de Centros Comerciais por todo o lado. Estamos a destruir a cidade de Lisboa!